➞A melhor maneira de fazer um chute certo nas questões do Enem!

Com o final do ano chegando, o Enem 2017 e outros vestibulares ficam cada vez mais prĂłximos. Por isso, os estudos devem ser intensificados para aumentar as suas chances de conseguir um bom resultado.


Mas, porĂ©m, contudo, todavia”, sabemos que algumas questões podem ser mais difĂ­ceis do que esperávamos e, por isso, algumas vezes, Ă© preciso apelar para a tĂ©cnica milenar do “Cálculo HipotĂ©tico Universal TĂ©cnico Estimativo”, tambĂ©m conhecido popularmente como CHUTE!

Contudo, atĂ© mesmo para chutar Ă© preciso estudar as melhores tĂ©cnicas, assim vocĂŞ terá mais chances de acertar qual Ă© a opção correta. Por este motivo, fizemos uma lista com as 5 melhores estratĂ©gias para vocĂŞ fazer um “golaço” com os seus chutes.

Confira 5 Técnicas para chutar no Enem com Perfeição:


1 - PadrĂŁo.


Lembre-se que o Enem é uma prova que segue a ética. Por isso, dificilmente a resposta correta irá ferir os direitos humanos. Uma boa dica é se atentar qual das opções possui uma resposta que é mais facilmente aceita pela sociedade e que não desrespeite o próximo.

2 -  Repetição e Semelhança.


No caso da repetição, se vocĂŞ pegar uma questĂŁo em que as respostas se repetem, fique atento. É muito provável que as respostas que mais aparecem sejam as corretas. Por exemplo, se as opções “peixe” e “baleia” aparecem mais vezes que “cobra” e “sapo”, provavelmente a opção correta possui as palavras “peixe” e “baleia”.

3 – Eliminação das alternativas.



Essa tĂ©cnica diz que vocĂŞ precisa analisar quais sĂŁo as opções que sĂŁo mais “sem noção” e que com certeza nĂŁo estĂŁo corretas. Dessa forma, será muito mais fácil aumentar as suas chances de acertar a questĂŁo.

Na semelhança, fique de olho nas alternativas que forem mais parecidas, provavelmente uma delas é a correta. No caso de uma pergunta de matemática, se as opções disponíveis fossem: 7,8; 7,6; 10 ou 30,5. A alternativa correta deve ser 7,8 ou 7,6.

4 - Generalização.


Fique com a “pulga atrás da orelha” em toda questĂŁo que tiver palavras que indiquem generalização como, por exemplo, “jamais”, “sempre”, “nunca”, “ninguĂ©m”, entre outras. Aposte em resultados que sejam contrários a esse tipo de ideia.

5 - Menos “A” e mais “C”.


Existem teorias da conspiração que apontam que certas alternativas têm mais chances de estarem certas e outras erradas.

Nesse caso, o “A” Ă© tido como aquele que o avaliador evita colocar. Pois passa a ideia de que Ă© algo muito fácil. Já a opção “C” Ă© aquela que dizem que existe maior possibilidade do avaliador escolher para colocar a resposta correta. Por isso, evite chutar em alternativas “A” e prefira opções “C”.

Gostou dos métodos de chute certo? Agora, é preciso ficar atento: cuidado com o TRI, ou as técnicas de chute podem se tornar o seu maior inimigo na prova.


O que Ă© o TRI do Enem?


Apesar das dicas, Ă© importante saber que o Enem possui um sistema “anti-chute”, conhecido como o sistema Teoria de Resposta ao Item (TRI). Essa avaliação leva em conta se o participante acertou mais questões fáceis ou difĂ­ceis. Sendo que as questões possuem pesos diferentes conforme o nĂ­vel da dificuldade.

Por exemplo, se o aluno errou as questões mais fáceis, é esperado que ele também erre as mais complicadas. Se ele acertar as mais difíceis (e errar a maioria das perguntas fáceis), fica subentendido que ele chutou!

Por isso, é preciso que você foque em fazer (e acertar) as questões mais fáceis e deixar as outras (também conhecidas como aquelas que você não tem ideia de como resolver) para o chute.

*NĂŁo existe nenhuma forma comprovada de chutar no Enem ou em outros vestibulares. SĂŁo apenas dicas que podem, ou nĂŁo, dar certo. A melhor alternativa Ă© se preparar para o exame estudando para a prova.

Boa Sorte!

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS

➞A melhor maneira de fazer um chute certo nas questões do Enem! Revisada por Rodrigo Faria Empreendedor Digital Expert em outubro 04, 2017 Avaliação: 5
Todos os direitos reservados NEWS đź”” © 2017

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.